Conheça 5 situações típicas para exercer sua liderança

Conheça 5 situações típicas para exercer sua liderança

Última actualización 21 de Noviembre del 2020Tiempo de lectura: 7 min.

Paula Cordero

As pessoas passam grande parte do dia no trabalho e é comum surgirem conflitos ou situações um pouco difíceis de lidar. Como líder, você deve detectá-los a tempo e resolvê-los para garantir um bom ambiente de trabalho. Quando os funcionários estão irritados ou infelizes, seu desempenho e motivação tendem a cair. Neste artigo, falaremos sobre algumas situações que testarão a eficácia de sua liderança.

Como resolver um problema?

O local de trabalho costuma ser um ambiente no qual interagem pessoas com diferentes personalidades e estilos de comunicação. Estas diferenças são uma fonte potencial de problemas no local de trabalho e, em última instância, podem gerar estresse e baixa produtividade nos colaboradores.

Ao assumir uma posição de liderança, deve-se considerar que ao longo do caminho surgirão conflitos que devem ser resolvidos. Embora as pessoas possam saber quais tarefas individuais precisam realizar, a responsabilidade de um(a) líder é garantir que todos estejam plenamente cientes de como seu trabalho se alinha e contribui para a equipe e os objetivos gerais da empresa.

Como ser um(a) líder melhor?

Ser líder significa estar em constante luta para desenvolver diferentes qualidades que ajudarão você a criar um bom ambiente de trabalho e aumentar a produtividade na área.

Quando se trata de liderar uma equipe, você precisa estar disposto(a) a correr riscos para que seus funcionários sintam que você os apoia, que se preocupa com suas necessidades e está disposto(a) a protegê-los quando necessário.

Ao assumir a responsabilidade de liderar um grupo de pessoas, você deve transmitir confiança e confiança, além de se sentir à vontade para tomar decisões importantes junto com sua equipe.

Situações típicas para exercer liderança

Estes são os problemas mais comuns que os líderes enfrentam no trabalho e as maneiras como podem lidar com eles:

1. Liderar um projeto

Al momento de planificar un proyecto, Ligs University menciona que você deve levar em consideração o seguinte: porque o projeto está sendo executado, quais são as metas que devem ser alcançadas e qual será o resultado final. Se a equipe conhecer estas características antes de iniciar o projeto, terá um melhor desempenho e tentará atingir os objetivos traçados para ela.

liderar un proyecto

Imagem: Freepik

Lembre-se do seguinte:

- Um(a) líder apoia a equipe e toma decisões com base no feedback de todos.

- Mostre à equipe que você é o maior apoio dela e que está sempre disponível para ajudar a remover os obstáculos que ela enfrenta.

- Facilite à equipe toda a documentação necessária, modelos e quaisquer recursos adicionais que possam ajudar a atingir seus objetivos de forma eficaz.

- Lembre-se de que quando você está no comando de um projeto, nem tudo tem que estar sempre do seu jeito. O que o torna um(a) líder melhor é trabalhar junto com sua equipe e permitir que ela compartilhe suas ideias, pensamentos, sugestões, estar abertos a ela e, acima de tudo, falar menos e ouvir mais.

- Não se esqueça que você é responsável por criar um ambiente de trabalho cheio de respeito mútuo e cooperação. As ideias de qualquer membro nunca devem ser subestimadas. Quanto mais apoiados e felizes eles se sentirem, melhores serão os resultados.

Como a Crehana para empresas ajuda sua equipe?

2. Realizar um Onboarding

Embora seja um processo sempre liderado pela área de recursos humanos, se você não faz parte dessa área, seu papel de líder será fundamental para ajudar o(a) novo(a) funcionário(a) a se integrar rapidamente à equipe. Se os funcionários não obtêm as informações e o entusiasmo que merecem logo após aceitarem a oferta de emprego de sua empresa, podem não se sentir identificados com seus trabalhos.

Ao planejar um processo de onboarding, a área de recursos humanos fornece ao(à) novo(a) contratado(a) as informações e ferramentas de que precisa para se sentir confortável e confiante o suficiente para realizar um trabalho excepcional.

De sua parte, é necessário que você defina corretamente qual será o acolhimento que terá o(a) novo(a) colaborador(a) e que entenda qual será o seu papel dentro da equipe. Em um ambiente de trabalho remoto, estes tipos de atividades costumam ser um tanto dispersos; então, dependerá de você que toda a equipe se sinta motivada a integrar uma nova pessoa.

onboarding

Imagem: Freepik

Algumas boas práticas que você pode fazer são as seguintes:

- Agendar uma reunião de boas-vindas com toda a equipe.

- Programar induções com um representante de cada área para que o(a) novo(a) trabalhador(a) possa entender melhor a dinâmica de trabalho.

-Faça um cronograma detalhado para a primeira semana (induções, primeira tarefa a ser realizada, etc).

- Realize reunião no início e no final do dia para conversar com o(a) trabalhador(a) sobre seus primeiros dias e esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir.

- Faça um vídeo de boas-vindas com toda a sua equipe. Se você não estiver trabalhando no escritório, isso ajudará a construir a confiança entre todos.

3. Comunicação em situação de crise

Em algum ponto, toda empresa se depara com problemas e questões difíceis. Discriminação, mau atendimento, violência no trabalho, corrupção, entre outros problemas, geram crise em uma organização. Sem dúvida, o uso de redes sociais permite que as informações se tornem virais em questão de horas. Então, o que um(a) líder deve fazer quando algo dá errado?

comunicación de crisis

Imagem: Freepik

O portal Business, agrupa 6 maneiras eficazes de se realizar uma comunicação em uma crise:

✔️ Prepare um plano de comunicação de crise: você não deve esperar até que ocorra uma crise para agir. Este plano descreve os objetivos, os membros da equipe de gestão de crises, os principais públicos, as etapas a serem tomadas quando surge uma crise, como se comunicar com o público (conteúdo nas redes sociais, declarações de porta-vozes, etc.) e como evitar que volte. acontecer.

Também é vital definir claramente quem fará parte da sua equipe de gerenciamento de crises. Essas são as pessoas que trabalharão juntas para analisar a situação, identificar possíveis soluções e se comunicar com os principais públicos.

✔️ Coloque o cliente em primeiro lugar: uma crise costuma causar emoções negativas. Clientes insatisfeitos podem escrever comentários negativos nas redes sociais. Por isso, promova um clima de comunicação de apoio e colaboração em vez de ficar na defensiva nas redes sociais, incluindo o blog da sua empresa.

✔️ Reação rápida e precisa: a velocidade na comunicação é fundamental, mas a qualidade dessa informação não pode ser sacrificada. Há muitas notícias falsas nas redes sociais. Informações inexatas podem causar mais danos e levar o público ao pânico.

Certifique-se de que todas as informações em seu site, redes sociais ou comunicados à imprensa sejam precisas. Atualize constantemente para reduzir a incerteza, a ansiedade e os rumores. Se possível, nomeie um único porta-voz para sua empresa. A comunicação que você envia por meio de diferentes canais deve ser honesta, aberta, transparente e coerente.

✔️ Aproveite todos os canais de comunicação: comunique-se com seu público por meio de diversos canais, como e-mail, telefone de atendimento, correio de voz, site e redes sociais. Por exemplo, durante a pandemia, muitas empresas fecharam ou mudaram seus horários. Neste caso, as informações tiveram que ser atualizadas em diversos canais para que todos ficassem sabendo da situação.

✔️ Aproveite as vantagens de suas redes sociais: as redes sociais são utilizadas como uma ferramenta de comunicação de crise. Desta forma, as informações são imediatas e as atualizações podem ser feitas constantemente. Por exemplo, muitas organizações usam o Twitter para se comunicar com seus clientes durante uma crise. O público pode retuitar e responder a você e a outros usuários. Usar o Facebook, Instagram e até o seu blog da empresa também irá ajudá-lo(a); no entanto, cada crise é diferente e você deve considerar a situação para escolher os canais e mensagens certos.

✔️ Faça uma avaliação pós-crise: com o tempo, a intensidade de uma crise diminui. Quando isso acontece, é possível avaliar a gestão que a empresa teve, identificando os pontos fortes apresentados, os pontos fracos, as ações que podem ser tomadas no futuro, etc.

4. Lidar com pessoas tóxicas no trabalho

Interagir com pessoas tóxicas é um grande problema no ambiente de trabalho. Como líder, é fundamental que você saiba enfrentar essa situação e identificar quem são essas pessoas que distraem sua equipe. Existem muitos tipos de pessoas tóxicas no local de trabalho, como manipuladores, fofoqueiros, pessoas negativas, invejosas, etc. Como lidar com eles?

O melhor é não evitar a situação, mas enfrentá-la. Fale com a pessoa e peça que mude de atitude, explique que suas ações estão afetando a equipe. Se você não fizer nada, todos na equipe entenderão que não há problema em se comportar dessa maneira.

É importante que você crie uma relação de confiança para identificar o motivo pelo qual essas pessoas se comportam dessa forma. Se você os ouvir em vez de reagir a eles, poderá cavar um pouco mais fundo e provavelmente se abrirão para você.

personas tóxicas

Imagem: Freepik

5. Enfrentar um Offboarding

A maioria das empresas tem um procedimento padrão de offboarding para os funcionários. É sua responsabilidade fazer melhorias neste processo. Um bom offboarding permitirá que você fortaleça sua reputação e evite a rotatividade de pessoal. Se você não faz parte do departamento de recursos humanos, deve apoiar esse processo em sua posição de líder de equipe. Recomendamos algumas diretrizes para manter em mente e demonstrar sua liderança:

- Reúna documentos e informações importantes.

- Informe a decisão com empatia.

- Comunique a demissão com a equipe.

- Gerencie a devolução de materiais de trabalho.

- Faça uma entrevista de saída com o(a) funcionário(a).

- Diga adeus e obrigado pelo tempo de trabalho.

Mostre ao(à) seu(sua) colaborador(a) que todos valorizam o que têm contribuído para a área. Você pode organizar uma reunião ou enviar a ele(a) um vídeo com mensagens de seus colegas para mostrar a importância que foi tê-lo(a) na equipe.

offboarding

Imagem: Freepik

6. Discriminação no trabalho

Nos últimos anos, aumentaram os relatos de discriminação no local de trabalho. Esta discriminação pode ser baseada em gênero, orientação sexual, origem étnica, etc. Como exatamente um(a) líder deve proteger seus funcionários da discriminação no local de trabalho? Qual é a melhor maneira de lidar com isso?

discriminación

Imagem: Freepik

O portal Make It Our Business, detalha essas ações que podem ajudá-lo(a):

Desenvolva uma política escrita que defina regras e procedimentos: se sua empresa não possui este documento, é hora de prepará-lo. Quando ocorrer um ato discriminatório, se saberá como proceder. Este documento deve incluir uma política de discriminação que cada colaborador(a) deve assinar, e que explica uma ampla gama de possíveis atos discriminatórios e inclui um protocolo que descreve como as reclamações são apresentadas, tratadas e resolvidas.

Defenda a diversidade: crie um local de trabalho diversificado. Refletir a diversidade da população da sociedade atual ajudará você a trabalhar melhor com seus funcionários e clientes. Certifique-se de que todos os funcionários sejam ouvidos e representados igualmente.

Educar: ofereça capacitação sobre diversidade e inclusão para seus funcionários para que eles saibam quais são os diferentes tipos de discriminação e como o respeito é cultivado em uma equipe de trabalho.

Comunicação: você deseja que os funcionários se sintam à vontade para discutir suas preocupações com você e com o departamento de recursos humanos. Se alguém se sentir discriminado, é importante que se sinta seguro e à vontade com o assunto.

Estas são algumas das situações que testarão sua liderança. Lembre-se de que a comunicação que você mantém com seus funcionários é muito importante, para que eles possam confiar em você. Seja uma pessoa aberta a ouvir diferentes opiniões; assim, você orientará melhor sua equipe. No Crehana para empresas, acreditamos que um(a) líder deve ser constantemente treinado(a). Quer saber como capacitamos as empresas? Clique aquí.

También podría interesarte