As piores falhas de campanhas publicitárias

Última actualización 24 de Septiembre del 2020

user

Arnold Camus

As piores falhas de campanhas publicitárias As piores falhas de campanhas publicitárias

Até as maiores marcas podem errar ao criar suas campanhas publicitárias. Seja qual for o motivo, as mensagens publicitárias que estabeleceram não eram corretas e sua publicidade gerou apenas reações negativas, colocando em risco a reputação e até a existência da marca

A única coisa boa dessa publicidade ruim é o que podemos aprender com ela para não repetir esses erros. Situações como essas nos fornecem insights que podemos usar a nosso favor e causar melhores efeitos nos consumidores com nossa publicidade. É por isso que nesta publicação revisaremos algumas campanhas nos últimos anos que se destacaram não exatamente pelos motivos certos.

Índice:
O que é uma campanha publicitária?
Publicidade vs Propaganda
Saga Falabaella

Cerveza Indio
Vicky Form
Hershey’s
Pepsi 
McDonalds
H&M
Protein World
United Way
Dove
Erros para aprender

 O que é uma campanha publicitária?

As campanhas publicitárias são uma estratégia de marketing por excelência para anunciar um produto ou serviço, compostas por várias ideias organizadas que se traduzem em um anúncio. As mensagens podem ser comunicadas em formatos de áudio, vídeo e/ou imagem via televisão, rádio, Internet, outdoors, revistas, jornais, etc.

Publicidade vs Propaganda

Por um lado, propaganda vem da palavra "propagar", que significa divulgar e reproduzir. Neste caso, refere-se à propagação de um sistema de ideias. Mas não necessariamente em função de um produto. O principal objetivo da propaganda é instalar uma verdade e, assim, ser capaz de modificar um sistema vigente de ideias e trocá-lo por outro.

Um dos exemplos de propaganda mais lembrados são os usados durante a Segunda Guerra Mundial, onde o governo dos Estados Unidos veiculou uma série de mensagens para alistamento no exército. "Seu país precisa de você."

Por outro lado, a publicidade está associada ao marketing, uma vez que o termo se refere à tornar pública uma informação ou oferta de um produto ou serviço para um determinado público. Uma das principais características da publicidade é que ela busca vender. Se você quiser aprender como fazer um anúncio, confira nossos cursos de publicidade que o(a) ajudarão a criar sua próxima campanha publicitária com sucesso

Com estes conceitos em cima da mesa podemos continuar com nossa lista de campanhas publicitárias que deram errado. Existem muitos fatores que tornam uma publicidade boa ou ruim. Estes exemplos de publicidade ajudarão você a ver a diferença.

1. Saga Falabella

A rede de lojas de departamentos chilena lançou um anúncio para o mercado peruano que poucos minutos após sua publicação em sua conta oficial do Facebook foi catalogado como ofensivo e racista.

Neste anúncio criado, em conjunto com a marca Drimer, para divulgar sua campanha “#ModoCama” mostra uma jovem que acaba de se mudar com uma “colega de quarto”. Ela garante que tem sido uma experiência complexa porque tem costumes muito diferentes dos de sua colega de quarto (que se chama Valeria). Uma delas é que ela gosta que tudo seja limpo e arrumado, o que deixa claro que sua parceira não gosta. Isto não parece tão sério, mas o anúncio continua e a jovem enfatiza que sua nova compra não pega cheiros ruins e que esse é seu grande segredo, "mas não conte à Valéria".

Todo o discurso que nos dá durante os 46 segundos que dura a propaganda da Saga Falabella é um exemplo do que não se deve fazer. Ela descreve a parceira como suja, bagunceira e com um cheiro ruim, somado a que a indignação se torna ainda pior quando vemos imagens da colega de quarto que é protagonizada por uma atriz afrodescendente

Aqui você confere o polêmico clipe que causou polêmica nas redes sociais, tanto que a marca o retirou de todas as mídias possíveis.

 

2. Cerveza Indio

A cerveja Indio é uma marca mexicana pertencente ao grupo Cuauhtémoc Moctezuma Heineken e muito apreciada por quem aprecia esta bebida. Em outubro de 2018, a marca lançou sua campanha “#OrgullosamenteIndio” no Twitter, onde vários influenciadores enviaram fotos deles próprios vestindo uma camisa branca com a palavra “pinche” riscada e em vez da frase “orgulhosamente índio”.

No México, a palavra "índio" é frequentemente usada de forma depreciativa e é ainda pior se o adjetivo "pinche" (que é de baixa qualidade, baixo custo ou muito pobre) for adicionado. Embora a ideia até agora pareça aceitável. No entanto, o problema surge porque, por se tratar de uma campanha antirracista, eram esperadas modelos com tons de pele diversos, mas todos os porta-vozes eram brancos, sem traços indígenas.

A campanha publicitária da marca de cerveja é um exemplo de publicidade negativa, já que a indignação dos consumidores foi tanta, que o assunto virou tendência no Twitter. Em resposta, a marca de cerveja publicou uma mensagem onde dizia o seguinte: "Sempre acreditamos no México Unido. Reconhecemos a diversidade, independentemente da cor da pele, somos todos mexicanos. Tenhamos orgulho de nossas raízes, que nossa cor de pele não ser usada para discriminar, insultar ou dividir o México".

 

Campaña Cerveza Indio

Proyecto Humberto Polar

Social Flavor Project, de Fanta de Nicolás Téllez para o curso Introdução à criatividade publicitária

3. Vicky Form

Na esteira da Copa do Mundo de futebol da Rússia de 2018, a empresa de lingerie feminina Vicky Form fez o que pode ser definitivamente considerado má publicidade. Em seu comercial, ela personifica as mulheres como incapazes de gostar de futebol.

Este comercial começa com um casal de noivos. Ela afirma que seu parceiro está doente porque fica o dia todo na frente da televisão assistindo a várias partidas de futebol. Dito isto, surge uma equipe de "investigadores" e uma narração em off diz que a marca encontrou a solução para que tanto ele como ela possam desfrutar dos jogos do mundial.

Sua grande solução para esse problema é a fabricação de uma calcinha com uma tecnologia que emite vibrações de acordo com as jogadas do jogo. Quanto mais tensas as situações na partida, mais a calcinha produziria vibrações com o intuito de dar prazer à mulher dessa forma. A partir daí ela fica mais animada com as jogadas e o namorado a pega pela mão e eles compartilham a experiência juntos.

4. Hershey’s

A marca estadunidense de chocolates lançou uma campanha publicitária para comemorar os 50 anos de sua chegada ao mercado mexicano. Que nasceu com o nome de "#HacerElBienSabeBien".

Esta campanha publicitária contou com a participação de vários influencers que distribuíram chocolates a pessoas em situação de vulnerabilidade e enviaram fotos com eles. O problema dessa mensagem publicitária é que, mais do que uma "ajuda", parece uma situação de oportunismo mal planejado.

Pessoas com posição econômica e social favorável "ajudando" quem mais necessita. A "ajuda" foi baseada em duas barras de chocolate. Aparentemente, eles não mediram bem as consequências desta ação, que mais do que efeitos positivos na sociedade, era um sinal do capitalismo e de sua falta de empatia.

 

Hershey fail campaña

errores campañas publictarias

Los arquetipos en el storytelling y cómo usarlos en la vida real

BAIXE A FERRAMENTA GRÁTIS

5. Pepsi

Os exemplos que mostramos são mais comunicações locais, mas o que acontece quando uma campanha publicitária internacional dá errado? 

Em 2017, a Pepsi lançou um vídeo publicitário de quase três minutos, no qual podemos ver diferentes pessoas ao redor do mundo e, ao mesmo tempo, vemos imagens da modelo da Victoria’s Secret, Kendall Jenner. Ela está em uma sessão de fotos quando percebe que há um protesto pela paz do lado de fora do prédio. A multidão é formada por pessoas de diferentes cores de pele, etnias e orientações sexuais.

Tudo parece estar indo bem, até a modelo se junta ao protesto pacífico. Mas o que estraga completamente este vídeo e o torna um exemplo de má publicidade e até má propaganda é que o vídeo termina com a modelo oferecendo uma lata de Pepsi para um dos policiais, ele aceita e todos comemoram e se abraçam. Como se uma simples Pepsi fosse a solução para um problema muito mais complexo e sério.

Embora o pano de fundo da mensagem publicitária pudesse ser compreendido, o desfecho tão banal que a marca deu a um problema social tão real e do dia a dia causou muito aborrecimento. Isso até levou o membro da família Kardashian-Jenner a ter um momento muito difícil

6. McDonalds 

Em fevereiro de 2015, a rede de fast food McDonalds publicou um anúncio no Facebook como parte de sua campanha para promover seus McBurritos, no qual se pode ler como copy principal "Los Tamales son del pasado".

Os tamales são uma parte muito importante da cultura e gastronomia mexicana. Um prato imprescindível na celebração do Dia de la Candelária, que se celebra no dia 2 de fevereiro. Para promover a venda de seus McBurritos, a marca estadunidense lançou esta campanha que nada mais fez do que indignar os mexicanos por não respeitarem as tradições do país. A marca acabou retirando a propaganda e pedindo desculpas.

McBurritos polémica tamales


7. H&M 

A rede de roupas H&M esteve no centro da tempestade pública durante os primeiros dias de 2018. Como parte da promoção de sua nova linha de roupas, publicaram uma foto em que uma criança negra vestia um moletom com a frase “ Coolest monkey in the jungle ”(O macaco mais legal da selva).

Isso fez com que vários seguidores da marca classificassem a campanha publicitária como racista. Até personalidades como o jogador da NBS LeBron James levantaram sua voz de protesto, postando uma versão modificada da imagem original e adicionando uma coroa de rei na cabeça do menino. A marca teve que remover toda a publicidade negativa criada para sua marca e também remover o produto de todas as suas lojas ao redor do mundo.

 

Campaña H&M error

 

 

 
8. Protein World 

Você tem corpo certo para ir à praia? A marca de suplementos proteicos “Protein World” lançou uma campanha publicitária em outdoor com a pergunta: Você está pronta com um corpo para a praia?, acompanhada por uma modelo esguia de biquíni.

Com isso, ela insinuou que só um corpo como o da modelo de seu anúncio era adequado para ir à praia. Com isto, muitas pessoas reclamaram, tanto que o governo local promoveu a iniciativa de proibir propagandas que estimulem estereótipos de beleza.

beach body ready

9. United Way

A organização sem fins lucrativos United Way, em 1986, decidiu lançar 1,5 milhão de balões inflados com hélio no céu para alertar sobre a crise financeira de Cleveland, nos Estados Unidos.

O que tinha como objetivo algo positivo acabou se tornando uma tragédia. Este exemplo de propaganda só fez com que vários voos do aeroporto fossem adiados, pois grande parte dos balões acabou na pista e era impossível realizar qualquer viagem. A outra parte dos balões caiu no Lago Erie, e como resultado a guarda costeira não conseguiu encontrar dois pescadores que haviam desaparecido.

10. Dove

Durante 2017, a marca Dove procurou divulgar o seu novo gel de banho, mas o fez da forma menos adequada. Para isso lançou um vídeo publicitário onde várias modelos tiram a camisa e aparece uma pessoa diferente.

O problema é que parece que uma mulher negra se transforma em uma mulher branca após usar esse novo produto da marca. O vídeo é supercurto, só foram necessários três segundos para gerar reações negativas nas redes sociais, acusando a marca de racista, e ela teve que retirar a publicidade.

Dove polémica campaña publicitaria
 

Erros de publicidade de grandes marcas

Esses foram alguns dos erros ou falhas das grandes marcas. Pode-se esperar que com tantos anos de existência seja impossível que estas marcas possam se equivocar. Mas conseguiram, e só resta aprender com estes erros de publicidade e melhorar sua comunicação no futuro. É muito importante conhecer nosso público-alvo. Porque, ao compreender como ele pensa e se comporta, podemos prever suas reações e, assim, moldar melhor nossas mensagens. Para melhorar seu processo criativo, não esqueça que você pode fazer o curso com o Humberto Polar. 

Recomendados para ti