Vida de freelancer: como trabalhar com produção?

Última actualización 19 de Abril del 2020

user

Manoel Silveira

Vida de freelancer: como trabalhar com produção? Vida de freelancer: como trabalhar com produção?

Trabalhar como freelancer voltou a ser cada vez mais viável para ganhar experiência, começar um trabalho fixo, virar autônomo ou começar um empreendimento. Atualmente, a estimativa é de que cerca de 3 milhões de pessoas trabalham de forma independente, você sabia disso?

O aumento de recursos e ferramentas para seu desenvolvimento se da conforme o mercado, por exemplo, hoje existem páginas exclusivas para contratação e prestação destes serviços. Compartilho algumas com você aquí.  Gostaria também de te contar minha experiência neste extenso campo de trabalho. Venha comigo!

Descarga gratis nuestro ebook Reglas esenciales para todo freelancer

© Crehana

Os primeiros passos

Quando comecei não era tão badalado e era um pouco mal visto, principalmente pelos mais  experientes, é que ser freelance significa não ter renda constante ou os benefícios que as empresas concedem por lei.

Porém na realidade, tudo depende dos interesses que você tem. Deseja trabalhar na televisão, rádio, cinema ou sendo fotógrafo profissional? Esse é um bom momento para o mundo do freelance.

No meu caso, tive boas referências, pude trilhar um caminho diferente, e a poucos meses de terminar minha carreira, um professor já tinha me recomendado para um trabalho freelance, como assistente de fotografia em um curta-metragem.  A partir deste momento estava prestes a descobrir as vantagens e desvantagens deste mundo.

Olhar de todos os ângulos 

Conforme foi passando o tempo, fui conhecendo pessoas que me ajudaram a expandir os horizontes. Compreendi que você é o que cria e gera oportunidades, e claro que é muito importante estar atualizado quanto à oferta e procura do mercado.

Uma das maiores vantagens de ser freelancer, e o motivo que acredito que agrada a maioria, é a capacidade de administrar nosso próprio tempo. Ou seja, você vira seu próprio chefe e você mesmo estabelece as metas. Mas isto também pode ser uma face de dois gumes, porque se você se garante demais e não cumpre com os prazos ou trabalhos estabelecidos, um pequeno/grande caos se instalará.

© Team Crehana México

 

Minha maior compreensão sobre o mundo de freelance, é que é uma balança muito delicada, que como tudo, tem suas vantagens e desvantagens.

Você deve ser organizado e gestor, como se apenas uma pessoa exercesse as funções de toda a empresa, tais como a contabilidade, a administração do tempo, execução de trabalhos, etc.  Além do mais, terá épocas em que tenham muitos projetos e terá momentos  em que teremos poucos e devemos ser ainda mais exigentes e organizados.

¿Quieres llevar tu educación a otro nivel? Obtén una Membresía Premium aquí

Aqui vão alguns conselhos que me serviram. 

1. Defina horários e um calendário. As vezes você terá projetos com data específica para entrega, por isso monte seus horários, tente criar uma rotina adequada e disciplinada para suas atividades. Leve em consideração os projetos de curto e médio prazo. A qual darei mais prioridade e quando?

2. Crie um lugar de trabalho. É importante que tenha seu próprio escritório, sem distrações, como televisores, equipamentos de música ou vídeo games. E não se esqueça de que existem lugares dedicados ao co-working!

3. Seja realista com seus projetos e datas de entrega con tus proyectos y tus fechas de entrega. Si fijas una fecha de entrega procura esté en tus posibilidades realizarla. Recuerda que al ser tu propia empresa debes crear una buena imagen.

4. Não esqueça seu objetivo.  Seja por paixão ou porque você não gosta de trabalhar em escritório, não esqueça as vantagens que ser freelance te oferece e seu objetivo profissional. 

Atualmente estou trabalhando como freelancer na Crehana, sou assistente de produção, pode parecer uma área muito técnica e é (em parte).  Lido com equipamento e montagem que executaremos, mas também controle de áudio, continuidade e até controle de qualidade de conteúdo. Esta área não me exclui das demais e meu trabalho pode ajudar ou afetar outras. Sem dúvida existe um trabalho colaborativo.

Em conclusão, te digo: ser freelance é um grande passo, mas uma vez que entre neste barco e vê suas vantagens, você vai curtir muito. Leve um ritmo de vida em que você esteja no controle.

Se te interessa saber um pouco mais sobre o mundo do freelance, dê uma olhada neste curso da Crehana e descubra como começar a ser freelance de Web Design.

 

 

 

Recomendados para ti