Fake news: o vírus da desinformação

Última actualización 28 de Marzo del 2020

user

Manoel Silveira

Fake news: o vírus da desinformação Fake news: o vírus da desinformação

A internet é vasta e conhecedora de todas as inquietudes do ser humano, centro de conhecimento perpétuo e acompanhante de dúvidas. Mas na era do “tudo se sabe”, o quão certa é toda a informação que lemos ou compartilhamos?

E assim, um dos vírus mais letais que nos acomete são as fake news. Se está se perguntando do que se trata, te explicamos. Como sua tradução indica, as notícias falsas são conteúdo que você encontra na internet, seja uma imagem, vídeo, texto ou áudio que têm a intenção de parecer uma notícia verdadeira, mas não são. Qual é o objetivo deste conteúdo? Te manipular e gerar desinformação.

Em algum momento de nossas vidas fomos vítimas desta praga devastadora que o único que provoca é perplexidade. Então que posso fazer para evitar essas mensagens e correntes de WhatsApp das minhas tias e fazê-las entender que nem tudo na internet é verdade?

Descarga gratis nuestra Guía de Trabajo Remoto

Leia comigo estas recomendações e juntos vamos combater o vírus da desinformação.

1. Só compartilhe informação dos meios oficiais e com credibilidade

A fonte sempre será seu maior aliado. Deve evitar copartilhar qualquer notícia de portais que você jamais tenha lido e não indicam quais são suas fontes ou bibliografia. Muitas vezes enviamos artigos da imprensa internacional para nos sentir – temos que admitir – mais inteligentes, sem sequer termos o trabalho de verificar sua veracidade.

2. Notícias oficiais > Sua opinião 

Procura deixar de lado sua sede de opinião pública e não maquie a informação que receber, seja claro e breve para que a informação chegue sem nenhum tipo de alteração. Tem que estar claro que as notícias não podem se misturar com seus comentários subjetivos.

Invierte en una Membresía Premium y lleva tu educación a otro nivel

 

3. Educa os outros com empatia

Agora é sua chance de combater essas vozes que a única coisa que fazem é enviar qualquer imagem que invade o Facebook ou o Instagram, nem deixe que sua ânsia de conhecedor te vença. Seja empático com a outra pessoa e mostre-lhe seu erro sem fazê-lo se sentir mal; que fique claro que isso não é uma habilidade de quem tem razão, mas sim de estar bem informado.

 

4. A manipulação é astuta

As fake news tratam de modificar uma opinião ou criar situações de confusão na população. Se o que acabam de te enviar parece real, mas sente que te incomoda ou aparenta ser informação “importante” que deve ser vista por todos, primeiramente avalia o que acaba de ler e siga fontes oficiais do governo ou peritos no tema.

 

5. “Aqui tem erro ortográfico”

Identifique os erros ortográficos e o jeito de escrever. Uma notícia deve ser objetiva e sem erros gramaticais. Observe atentamente o remetente e datas também, o que é imprescindível para detectar uma fake news.

¿Ya conoces nuestro ebook sobre Reglas esenciales para todo freelancer? Descárgalo gratis aquí

Devemos entender que a informação é uma das fontes de poder mais importantes da atualidade. Por isso, saber identificar as notícias falsas é fundamental para administrar tempos de crise e não incentivar o ódio.

As fake news sempre existirão e em momentos como o que temos hoje, elas se propagam com maior rapidez. Tratemos de ser mais observadores e exigentes com a informação que encontramos no mundo virtual. Lembre-se que você também é responsável pelo que compartilha nas redes sociais. Não vamos contribuir para a desinformação.

Por exemplo, o Blog da Crehana é um site seguro onde você pode ler artigos, sem medo de ser enganado. Nos encontramos no próximo post!

Recomendados para ti