Como criar na quarentena? Os ilustradores compartilham suas melhores dicas (parte II)

Última actualización 05 de Abril del 2020

user

Francesco Bertorini

Como criar na quarentena? Os ilustradores compartilham suas melhores dicas (parte II) Como criar na quarentena? Os ilustradores compartilham suas melhores dicas (parte II)

Este artigo faz parte de uma série! Encontre a primeira parte aqui. Nesta semana, trazemos mais boas práticas e dicas de nossos ilustradores favoritos. 

Rowein

Artista de HQs, ilustradora e historiadora de arte. Ensina colorización e iluminación no Crehana.

Estar em casa tende a me distrair muito. Então, o que faço para manter meu foco é escrever listas do que tenho que fazer. Defino metas de curto prazo, como terminar um esboço um dia, pintar outro dia, etc. Isto me ajuda a não ficar sobrecarregada com o trabalho, relaxada e com tempo. Para isso, uso um aplicativo chamado Todoist, com o qual posso organizar o que vou fazer na semana.

 

Valinski

Ilustradora e designer gráfica. Ensina sobre estilo de ilustração no Crehana.

Não se esforce! Nestes dias de quarentena, sinto que DEVERIA criar mais, já que tenho mais tempo (para trabalhos pessoais ou coisas extras), mas isto pode afetar rapidamente sua saúde mental e acabar com você. Faça isso um dia de cada vez, Se você não criou algo hoje, você tem amanhã!

Jotade

Diretor e artista digital. Ele ensina arte conceitual no Crehana (Guerreiros e Cenários)

- Isolado, transforme seu trabalho em um jogo:

- Faça uma lista dos seus 6 animais favoritos e anote-os em um post.

- Em seguida, faça uma lista de 6 profissões (a mais louca que você puder imaginar).

- Jogue um dado duas vezes, e os dois resultados serão a combinação que você terá que desenhar.

- Divirta-se com o desafio e não se esqueça de compartilhar o resultado com outros e convidar outros para jogar!

Nuria Muro

Designer e ilustradora freelancer. Ela ensina ilustração geométrica no Crehana.

Muitos estão aproveitando para se tornar as versões mais produtivas de si mesmos, mas isso também pode fazer você se sentir sobrecarregado(a) se não estiver nesse ritmo. Isto acontece muito comigo. Evite comparar-se com os outros e tente trabalhar no seu próprio ritmo. Só porque você não está postando todos os dias não significa que está perdendo tempo.

Não se preocupe, tente resgatar ideias antigas (eu recomendo que você sempre as escreva para que elas não se esqueçam de você) ou se pergunte "o que eu odeio desenhar ou não sou muito bom(boa) nisso?" e pratique exatamente estas coisas. Inclusive, se necessário, não desenhe nada. Vamos nos concentrar em estar com a família, reconectar-nos com os amigos e manter nossa mente longe da pressão da criação.

Você ficará surpreso(a)como uma mente clara e relaxada atrai boas ideias. Flexibilidade é a chave.

Faça o download gratuito do nosso e-book Fundamentos da Ilustração

 

Arte con M

Marta Tapia é uma ilustradora freelancer. Ensina webcómics no Crehana.

O que faço é tentar impor um horário fixo a mim mesma todos os dias, como se eu estivesse indo para o escritório. Caso contrário, corremos o risco de que, por causa da preguiça, isso se arraste o dia inteiro desnecessariamente. Crie um calendário e atribua algumas horas específicas para fazer todas as suas responsabilidades — você pode até incluir limpar o chão ;). Acima de tudo, desenho sobre minha experiência durante o confinamento!

Catalina Corvalán

Ilustradora freelancer e artista de HQs. Ela também ensina desenho de personagens com aquarela no Crehana

Conheça a si mesmo(a) e seus ritmos de trabalho. Se está claro para você quanto tempo leva para fazer uma ilustração (com diferentes níveis de concentração), pode organizar seu tempo com base nisso.

Por exemplo, se funcionar para você, pode organizar todas as metas e tarefas do mês com antecedência, detalhando as metas da semana e, finalmente, as do dia. Há pessoas que não trabalham organizando o dia com antecedência, mas a semana. Então, a cada manhã, elas anotam as tarefas da semana que podem realizar naquele dia.

Depois de criar o hábito, é muito mais fácil levantar-se e começar a trabalhar, porque o seu dia terá uma estrutura clara.

Não se esqueça de manter um caderno como organizador para acompanhar as tarefas pendentes e marcá-las quando já tiver terminado. No final do dia, você terá uma imagem mais clara de todas as tarefas que realizou.

As mesmas metodologias de organização não funcionam para todos — todos têm seus próprios ritmos e estilos de trabalho. Se você luta com sua rotina todos os dias e sente que não está tirando o melhor proveito do dia, talvez deva considerar outro método que se adapte melhor a você. Boa sorte!

 

Luis Gadea

Designer de Personagens e Animador 2D. Ensine desenho a lápis e gesto  em Crehana. 

Em tempos de isolamento, é necessário não apenas manter o corpo saudável, mas também a mente. E, assim, teremos níveis aceitáveis de criatividade. Não é fácil, especialmente quando tudo se torna repetitivo.

Em casa, é mais difícil se concentrar com todos os tipos de distrações. Precisamos de muita força mental para realmente cumprir o que colocamos em nossos horários. Eu tento ser muito realista com a quantidade de coisas que posso fazer em um dia. É importante saber em que períodos do dia somos verdadeiramente produtivos ou criativos, e quando nossas mentes preferem ser um pouco mais lentas. Depois de dividir meu dia em períodos produtivos/criativos e períodos passivos, posso começar a atribuir tarefas.

No meu tempo de alta energia, posso facilmente entrar nessa “zona” onde tudo flui sem nenhuma distração e, então, aproveito a oportunidade para trabalhar o máximo possível. E posso salvar meus momentos passivos para procurar referências, responder e-mails, interação nas mídias sociais e esse tipo de coisas. É importante ser flexível e entender que a questão das horas ou picos de energia varia para todos.

Não apenas faço essa diferenciação, mas também divido meu tempo de alta energia entre períodos produtivos e criativos. Nas minhas horas produtivas, faço trabalhos ou projetos que geram minha renda. Dedico minhas horas criativas à geração de ideias e à minha própria arte, para me divertir, explorar e evoluir em meu estilo.

Minha agenda teria a seguinte aparência:

Espero que esta pequena dica o ajude. Não se esqueça de ficar em casa neste momento de saúde mundial, aproveite para desenhar e sempre desfrute do tempo em que você se sentar para criar arte. É pura vida!

Animado(a) para começar a aplicar algumas dessas dicas? Com certeza sim. Se quiser conhecer todos os cursos da nossa categoria Ilustração e desenho, pode vê-los aqui. Até o próximo artigo!

Recomendados para ti