Desenho à mão: dicas para criar diariamente

Última actualización 28 de Mayo del 2020

user

Francesco Bertorini

Desenho à mão: dicas para criar diariamente Desenho à mão: dicas para criar diariamente

Todos gostamos de desenhar, abre-nos uma gama de sensações e pode ser estimulante; mas, francamente, chega um momento em que nunca mais queremos voltar a ver uma folha.

Nesse momento, chega a frustração. Por quê? Simples, desenhar diariamente é uma tarefa extenuante, mas há algumas recomendações que podemos seguir para traçar um hábito melhor ao desenhar à mão.

infografia dibujar a mano

Baixe gratuitamente o nosso Guia de Desenho do zero: o corpo humano

@alevykehara

Organize-se

Tão simples como organizar seu espaço de trabalho ou os cadernos que você usa. Organizar-se melhorará seu desejo de desenhar.

Certamente, você prefere esboçar em um local silencioso. Organize sua mesa de acordo com suas preferências e separe seus materiais para facilitar a localização. Para isso, use caixas ou xícaras para catalogar áreas, não guarde o que você usa todos os dias e sempre tenha um canto para colocar o que você jogará fora.

Você pode ter milhares de cadernos acumulados que nega usar por medo de estragá-los. Por que você não os organiza às vezes? Escolha um para levar sempre que sair, pode ser um pequeno; outro para fazer esboços de posturas ou estudos mais complexos, esse pode ser um pouco mais grosso; e um último que funcione como um portfólio, caso você precise mostrar seu trabalho em uma reunião ou para osseus amigos.

Conheça todos os cursos de Ilustração e Desenho que temos para você

No meu caso, eu uso estes cadernos para diferentes ocasiões

Confie em outros materiais

Ficamos realmente atordoados quando vemos a folha em branco, mas você pode começar a desenhar outros elementos abstratos.

Tente fazer manchas coloridas, não se preocupe com a forma, a ideia é que elas sejam díspares e a partir delas você possa criar rostos, animais, objetos, etc.

Você pode fazer um Kirby com... bem, uma mancha rosa

Imprima texturas em um papel ou use recortes de revistas para iniciar uma ilustração do ponto de vista de outro elemento. Isto ajudará você a não dar tantas voltas à ação e a se arriscar, com a ajuda de um elemento externo.

Use um post-it para aproveitar a cor e brinque com as silhuetas

O poder do doodle

O doodle é simplesmente rabiscar. Embora tenha uma aparência simples, não podemos subestimar seu poder. É bom fazer desenhos complexos e altamente detalhados, mas a síntese também é importante para trabalhar em detalhes e tornar nossa mente criativa mais permeável.

Se você não gosta muito de desenhar, é uma boa maneira de começar. Enquanto estiver trabalhando ou aguardando seu jantar, você pode pegar qualquer papel e rabiscar sem piedade. Não há regras e tudo é válido, apenas não deixe de fazê-lo.

Você pode praticar enquanto se diverte um pouco. É apenas desenhar sem pensar.

Desenhe quando não quiser

Você não quer desenhar? Bem, eu lhe digo que este é o melhor momento para fazê-lo. Quando você se obriga a criar uma rotina de desenho para praticar, não deve esperar a inspiração.

Sairão muitos desenhos que você não vai gostar, mas, com o tempo, você verá que estará polindo seus traços. Tente também usar outras cores, canetas ou pincéis que você não usava antes.

O desenho tradicional é infinito e tudo está na palma das suas mãos. Nunca pare de praticar e desenhe mesmo nos lugares mais inesperados.

Você pode acompanhar Amorelli no curso Ilustração para não ilustradores onde aprenderá com exercícios que exercitarão seus músculos da criação.

Recomendados para ti