Conheça a importância do uso de gráficos estatísticos na sua empresa

Última actualización 18 de Agosto del 2020

user

Staff

Conheça a importância do uso de gráficos estatísticos na sua empresa Conheça a importância do uso de gráficos estatísticos na sua empresa

Gráficos estatísticos são aquelas ferramentas visuais que nos ajudam a disseminar um tipo de informação que pode ser bastante complexa. No entanto, realizá-los pode ser um pouco difícil sem o conhecimento adequado.

Atualmente, graças ao avanço da tecnologia, suítes de computador como o Microsoft Office ou o Softmaker FreeOffice nos fornecem uma série de ferramentas que são muito úteis para a criação de diagramas e gráficos.

Mas a variedade dessas ferramentas é tão grande que, às vezes, não sabemos como utilizá-las adequadamente para mostrar os resultados que desejamos.

Portanto, neste artigo iremos ajudá-lo(a) a entender um pouco mais sobre gráficos estatísticos. Se você não sabe quando usá-los e por que deve usá-los, falamos sobre isso aqui.

Já conhece os cursos de Dados que temos para você?

 

Junte-se à família premium e continue aprendendo em casa

 

Índice

  1. O que é um gráfico estatístico?
  2. Tipos de gráficos estatísticos
  3. Tipos de gráfico no Excel
  4. Como fazer gráficos no Excel?
  5. A importância de usar gráficos estatísticos

 

1. O que é um gráfico estatístico?

Em termos simples, um gráfico estatístico é uma representação visual dos dados estatísticos. Embora pareça um assunto complexo, os gráficos estatísticos buscam o contrário: serem fáceis de entender.

Os dados estatísticos podem ser de dois tipos: quantitativos (quantidades ou valores numéricos) e qualitativos (qualidades que não podem ser expressas numericamente).

Exemplo de dados estatísticos: 78,9% é a taxa de frequência escolar da população rural peruana de 3 a 16 anos de idade.

Portanto, o que um gráfico estatístico faz é mostrar esses dados por meio de barras, linhas, pontos, etc., para tornar a informação facilmente compreensível.

Características de um gráfico estatístico

um bom gráfico estatístico é caracterizado pelo seguinte:

• chama a atenção do leitor;

• apresenta as informações de forma simples, clara e precisa;

• não induz ao erro;

• facilita a comparação de dados e destaca tendências e diferenças;

• ilustra a mensagem, tema ou enredo do texto que o acompanha.

 

Baixe grátis este modelo de plano de conteúdos para redes sociais

plantilla plan de contenidos para redes sociales

 

2. Tipos de gráficos estatísticos

Gráfico de barras

É o gráfico estatístico mais amplamente utilizado e fácil de produzir. Nesse tipo de gráfico, os dados estatísticos são representados por barras ou retângulos de base igual em um eixo cartesiano.

Enquanto os conceitos estão posicionados no eixo X (por exemplo: as redes sociais mais populares do mundo), no eixo Y a escala de valores é distribuída (por exemplo: o número de usuários para cada rede social).

Quando posso usar o gráfico de barras? Quando você precisa comparar magnitudes de várias categorias ou ver a evolução de uma quantidade completa.

Antes de fazer um gráfico de barras, considere estes pontos:

• a largura da barra deve ser uniforme para todas as barras;

• o comprimento da barra deve ser proporcional ao valor que representa;

• as barras devem ser separadas umas das outras;

• as barras podem ser verticais ou horizontais.

 

Tipos de gráfico de barras: gráfico de barras verticais, gráfico de barras horizontais, gráfico de barras sobrepostas, gráfico retangular.

gráfico de barras

Imagem: canva.com

Gráfico linear ou gráfico de linha

É um tipo de gráfico onde os valores são representados por um ponto e se unem por meio de linhas, de forma a visualizar uma tendência ao longo do tempo.

A variável que indica as unidades de tempo é posicionada no eixo horizontal e a escala da variável é inserida no eixo vertical (várias variáveis podem ser apresentadas).

Quando posso usar o gráfico linear? Quando você precisa mostrar as tendências de uma série de dados para um período específico (minutos, horas, dias, semanas, meses ou anos).

Tipos de gráficos lineares: gráfico de linha simples, gráfico de linha múltipla, gráfico de área ou tiras, gráfico logarítmico.

Gráfica lineal o gráfico de líneas

Imagem: canva.com

Gráfico circular ou de pizza

É outro dos gráficos estatísticos mais simples e mais usados. Como o próprio nome indica, é representado por um círculo que simboliza o todo e se expressa em porcentagens.

Esta totalidade mostra, por exemplo, o número total de alunos do Crehana, enquanto cada setor (fatia da pizza) representa a proporção das quantidades de cada categoria (os(as) alunos(as) matriculados em cada categoria de cursos).

Quando posso usar um gráfico circular? Quando você precisa enfatizar as proporções de um total e as categorias são poucas. Não é recomendável usá-lo quando você tem muitas variáveis, pois gera confusão e o resultado seria incompreensível.

Gráfica circular o pastel

Imagem: canva.com

Gráfico poligonal ou polígono de frequências

É um gráfico também conhecido como polígono de frequências. Ao contrário do histograma (semelhante a um gráfico de barras), este gráfico une os vértices superiores das barras em um diagrama, formando uma linha constante e irregular chamada de gráfico poligonal.

É representado em um eixo X (horizontal) e um eixo Y (vertical). Uma vez que as variáveis (eixo X) e frequências (eixo Y) tenham sido estabelecidas, os pontos são marcados e então unidos e formam uma linha poligonal.

Quando posso usar um gráfico poligonal? Quando você precisa comparar uma variável ao longo do tempo ou mostrar as mudanças de uma variável em um determinado período. Por exemplo: a situação do salário mínimo de um país nos últimos oito anos.

Gráfica poligonal o polígono de frecuencias

Imagem: canva.com

 

Não sabe como organizar seu orçamento de Marketing digital? Este modelo pode ajudar você

 

3. Tipos de gráficos no Excel

Os gráficos do Excel são divididos em 15 tipos: coluna, linha, pizza, barra, área, X Y (dispersão), cotas, superfície, radial, retângulos, projeção solar, histograma, caixas e bigodes, cascata e quadro combinado.

tipos de gráficos en Excel

Imagem: Excel 2016

A seguir, vamos dizer quais são os principais e para que servem:

Gráfico de colunas

É um dos mais simples e possui até 7 tipos de diagramas. Se seus dados são organizados em colunas ou linhas em uma planilha do Excel, você pode representá-los em um gráfico de colunas. Neste tipo de gráfico, as categorias são mostradas em um eixo horizontal e os valores em um eixo vertical.

Gráfico de columnas

Imagem: microsoft.com

Gráfico de linhas

Se seus dados forem organizados em colunas, o Excel recomendará o uso de um gráfico de linhas. Neste tipo de gráfico, "os dados da categoria são distribuídos uniformemente ao longo do eixo horizontal e todos os dados de valor são distribuídos uniformemente ao longo do eixo vertical”.

Lembre-se de que um gráfico de linhas ajuda a mostrar tendências ao longo do tempo. Portanto, se você tiver muitos pontos de dados e a ordem for importante, este é o gráfico adequado. Você também encontrará até 7 tipos de gráficos de linhas.

Gráfico de líneas

Imagem: microsoft.com

Gráfico circular

É um dos tipos de gráficos do Excel que devem ser usados quando seus dados são poucos e estão em uma fila ou coluna. Use-o quando precisar mostrar as proporções do total e o total dos números seja igual a 100%. Existem 5 tipos de gráfico circular.

Gráfico circular

Imagem: microsoft.com

Gráfico de barras

É outra alternativa de gráfico se seus dados estiverem organizados em colunas ou filas. Como vimos antes, o gráfico de barras mostra comparações entre itens individuais. Você encontrará até 6 tipos de gráficos de barras.

Gráfico de barras

Imagem: microsoft.com

Gráfico de área

Se você deseja mostrar as mudanças ao longo do tempo ou destacar o valor total de uma tendência, represente seus dados com um gráfico de área. Você pode escolher entre 6 tipos de gráficos.

Gráfico de área

Imagem: microsoft.com

Gráfico XY (dispersão)

Para usar este gráfico, você precisará ter os valores X em uma linha ou coluna e colocar os valores Y correspondentes nas próximas linhas ou colunas. Um gráfico de dispersão tem dois eixos de valor: um eixo horizontal (X) e um eixo vertical (Y) e "combina esses valores em pontos de dados únicos e os exibe em intervalos irregulares ou agrupações”.

Se você deseja mostrar e comparar valores numéricos (dados científicos, estatísticos e de engenharia), este é o gráfico adequado. No Excel 2016 você encontrará até 7 tipos de gráficos de dispersão.

Gráfico XY (dispersión)

Imagem: microsoft.com

 

Aprenda a usar o Facebook Business Manager do zero

 

4. Como fazer gráficos no Excel?

Neste tutorial você encontrará o passo a passo de como fazer um gráfico no Excel. Coloque os dados de que você precisa para representar em uma planilha e comece a praticar.

 

5. A importância de usar gráficos estatísticos

Faça gráficos estatísticos simples

Antes de começar, você deve saber que a maioria dos pacotes de software oferece a oportunidade de fazer gráficos estatísticos usando qualquer programa que desejar.

Por exemplo, se você usa o Microsoft Office, pode optar por uma planilha do Excel. E ainda, pelo Word, você tem a oportunidade de abrir uma “Mesa” usando-a para o mesmo fim.

Também existe a opção de escolher PowerPoint, clicando no ícone gráfico do programa.

Deste ponto em diante, você tem a oportunidade de selecionar o gráfico que melhor se adapta a você. De colunas, linhas, barras, áreas, círculos, anéis, XY, bolhas, superfície ou radar.

A verdade é que você deve estar atento a cada uma dessas opções, pois seu principal objetivo é apresentar as informações de forma simples e clara. Portanto, você deve selecionar um gráfico estatístico adequado.

Não se desvie do seu propósito!

Você não deve esquecer que existem certos pontos com os quais você deve estar bastante alerta. Por exemplo, se você vai usar vários gráficos estatísticos ou gráficos de barras no mesmo documento, deve evitar sair do contexto original.

Ou seja, esforce-se para usar um único estilo, para que seja muito mais fácil de entender. Principalmente se sua intenção é mostrar muitos resultados dentro da empresa.

 

Lembre-se de que existem alguns parâmetros que não podem ter variações. Isto pode causar resultados desconfortáveis de se olhar ou simplesmente muito difíceis de entender — então, você estará falhando em seu objetivo inicial.

Portanto, a melhor coisa que você pode fazer é usar o mesmo design e cor em cada um dos gráficos de barras que você fizer. Assim, eles serão facilmente compreendidos.

Por que é importante fazer esse tipo de apresentações?

As apresentações são um elemento fundamental para as empresas, pois otimizam a comunicação.

Na verdade, sem este fator, um sistema adequado e abrangente não estaria perfeitamente satisfeito.

Lembre-se de que, ao saber fazer gráficos estatísticos ou de barras, você está usando uma das melhores ferramentas para fornecer certas informações que não podem ser colocadas em palavras.

É muito mais fácil expor os dados visualmente. Geralmente, a audiência reage positivamente.

Além disso, a ideia é que todos se sintam à vontade no uso de gráficos estatísticos, pois garantem um excelente entendimento.

A emissão de uma informação pode ser realizada de forma otimizada, graças a uma boa execução dos gráficos estatísticos. Por isso, é considerado um elemento indispensável hoje.

Existem cursos que podem ajudar você?

É claro que usar esses tipos de instrumentos de maneira adequada pode ser um pouco complicado no início, especialmente se você não tiver um treinamento básico. No entanto, existem inúmeros cursos que podem ajudar você a dominar melhor estes tipos de gráficos.

No Crehana, temos uma grande variedade de cursos. Um exemplo claro é o que acontece na categoria Negocios, onde você terá a oportunidade de aprender mais sobre um tópico tão extenso e útil como o Scrum.

Você receberá todos os tipos de informações práticas para realizar um projeto final, gerenciando uma ampla variedade de equipes de trabalho.

Por outro lado, esta pode ser uma oportunidade incrível para você aprender a usar gráficos estatísticos de maneira adequada e sem sair do contexto. Existem até cursos como o de Service Design,  que permitirão que você concentre sua atenção em tudo o que envolve um produto, de forma a proporcionar uma ótima experiência ao cliente.

O impacto de uma boa apresentação com gráficos estatísticos

O sucesso de uma empresa não se concentra nos produtos ou serviços que oferece, nem nos preços, mas nos pequenos detalhes que poderiam passar despercebidos por qualquer entidade externa.

Eles são tão importantes que qualquer empresa poderia ser completamente desestabilizada sem eles.

Lembre-se de que uma boa apresentação terá um impacto positivo na imagem da sua empresa. Portanto, não perca muito tempo e aprenda a fazer gráficos estatísticos de forma profissional.

Recomendados para ti