Na diversidade se constrói o futuro

Última actualización 15 de Julio del 2020

user

Diego Olcese

Na diversidade se constrói o futuro Na diversidade se constrói o futuro

Como Crehana, nosso objetivo sempre foi revolucionar a América Latina através da educação, e isto implica em uma transformação em todas as frentes. Queremos ser um agente de mudança na região, mas não apenas isso. Também queremos uma América Latina inclusiva, baseada na diversidade e no respeito.

Mas esta mudança que buscamos não pode impactar apenas as habilidades criativas e digitais das pessoas, mas também a maneira como elas agem e se comportam.

Eu sei que esse é um objetivo gigantesco. Por isso, acho que se queremos conseguir uma mudança como essa, temos que começar por nós mesmos(as). Temos que mudar a maneira como pensamos. Porque se não nos transformarmos como pessoas, será muito difícil alcançarmos nosso grande objetivo.

A diversidade como princípio

Talvez muitos e muitas não saibam, mas a diversidade faz parte do Crehana desde a sua fundação. Estamos confiantes de que, se construirmos uma cultura sobre os fundamentos da diversidade, faremos com que outros entendam a importância de ter uma equipe diversificada. E se nossa visão fizer com que outras empresas mudem de perspectiva, nos converteremos nesse catalisador de mudanças que já começamos a ser.

Não há criatividade sem diversidade

Una manera de lograr un equipo creativo y altamente funcional es construyendo una cultura donde exista la diversidad de opiniones y personas. Esa es nuestra clave. No nos enfocamos únicamente en tener un tipo de perfil. Porque creemos que en la diversidad se construye el futuro. 

Además, la diversidad no solo es parte de nuestro mecanismo de trabajo, es el vehículo que nos permite aprender más rápido y ayudar a que los demás aprendan más rápido también.

Quiero decirles que Crehana no sería lo que es hoy sin la diversidad y, definitivamente, es un pilar que vamos a mantener y hacer crecer a futuro.

Liderança orientada para as pessoas

Uma maneira de obter uma equipe altamente funcional e criativa é construir uma cultura em que haja diversidade de opiniões e pessoas. Essa é a nossa chave. Não nos concentramos apenas em ter um tipo de perfil. Porque acreditamos que a diversidade constrói o futuro.

Além disso, a diversidade não é apenas parte de nosso mecanismo de trabalho,. É o veículo que nos permite aprender mais rápido e ajudar os outros a aprenderem mais rápido também.

Quero lhes dizer que o Crehana não seria o que é hoje sem diversidade e, definitivamente, é um pilar que manteremos e faremos crescer no futuro.

O efeito multiplicador

As pessoas que lideram são, de alguma forma, aquelas que definem, porque têm as diretrizes e o caminho. Portanto, se, como Crehana, começarmos a construir uma liderança muito mais inclusiva, tenho certeza de que isso terá um efeito multiplicador. Eles serão os que ajudarão outros líderes latino-americanos a serem mais inclusivos e terem uma visão mais humana.

Neste mês, realizamos várias ações para nos educarmos internamente. Se vocês se perguntarem "por que é necessário educar-nos frequentemente na diversidade?", é porque fazer parte do Crehana significa aprender juntos. Talvez sejam conversas que já ouvimos antes, mas lembremo-nos de que sempre aprende sobre a constância.

E se tivermos mais pessoas na equipe que possam pensar da maneira como pensamos e que traduzam essa mentalidade para suas famílias, amigos ou amigas, esse efeito multiplicador que procuramos também ocorrerá.

No Crehana, temos que entender que o futuro do trabalho depende de nós e que esse é o nosso ponto de partida.

4 dicas para empresas que ainda duvidam da diversidade

1. Não serve de nada fazer parte de algo em que não se acredita. Juntar-se a uma iniciativa de pintar seu logotipo apenas com cores do Orgulho Gay é inútil. Não se deve fazer parte de algo apenas porque outros o fazem ou porque há uma perspectiva de marketing por trás disso.

Para se unir, primeiro você precisa entender que a diversidade deve ser assim internamente. Se as cores do Orgulho Gay não existissem, tenho certeza de que continuaríamos educando na diversidade, porque faz parte da nossa cultura.

 

2. Se a diversidade não faz parte da cultura, dos valores e princípios da empresa, é inútil participar. Temos que começar a construir uma cultura inclusiva. Ser uma empresa de alto desempenho, e crescimento depende de talento, mais do que qualquer coisa.

Se procurarmos desenvolver talentos, não nos importaremos com quem é, como é e de onde vem. Temos que construir mecanismos para que as pessoas que não entendem por que a diversidade faz parte da nossa cultura possam entendê-la e ajudem outras pessoas a entendê-la.


3. Os líderes têm que ser parte da cultura da diversidade. Para fazer isso, precisam entender que esse tema é importante para muitas pessoas. Precisam saber que têm uma equipe que faz parte da comunidade LGBTQ+ e que estas ações são importantes para eles e elas. A empatia é imprescindível. Como começar? Desde a primeira linha de liderança.

4. Tudo começa de como construímos nossas equipes. As empresas que estão trabalhando sobre o futuro devem entender que esta transformação começa a mudar a maneira como construímos uma equipe de pessoas. Se queremos pintar nossos logotipos com as cores do Orgulho Gay, mas não mudar nossa mentalidade, estamos apenas entrando na onda e, como menciono no segundo ponto: então, não faremos parte da mudança.

É necessária uma análise aprofundada do que buscamos construir como cultura.

Para mim, o significado de Orgulho Gay e tudo o que acontece em torno da comunidade LGBTIQ+ se traduz em trabalhar em nossos três pilares: respeito, transparência e diversidade. E essa é a raiz do Crehana — assim nascemos e assim seguiremos crescendo.

 

 Um abraço para todas e todos.

 

Diego Olcese

CEO & Founder @Crehana

Recomendados para ti