Quer criar um e-commerce? Não tenha medo de dar o primeiro passo

Última actualización 06 de Mayo del 2020

user

Juliane Angeles

Quer criar um e-commerce? Não tenha medo de dar o primeiro passo Quer criar um e-commerce? Não tenha medo de dar o primeiro passo

Às vezes, as circunstâncias nos faz tomar decisões imediatas. Em um contexto complexo como o atual, muitos negócios tradicionais se viram obrigados a reagir rapidamente para seguir em funcionamento. Assim, muitas médias e pequenas empresas decidiram dar um salto na internet e criaram um e-commerce a fim de se adaptar a novos hábitos de consumo, provocados pelo distanciamento social.

Por outro lado, as mudanças drásticas podem nos colocar em uma situação de incerteza e nos gerar muitas dúvidas. Se está pensando em levar seu negócio para a web ou alavancar seu e-commerce (já deu o primeiro passo), mas não sabe por onde começar, você chegou ao post certo.

                                       A relevância do e-commerce em tempos de crise

Sabemos que os primeiros passos são sempre importantes, talvez por ser o ponto de partida já que decidimos sair de nossa zona de conforto. Portanto, nas próximas linhas, te explicaremos o primeiro que deve fazer antes de criar um e-commerce e como aumentar sua divulgação se você já tem uma loja online. Vamos lá?

Mas antes, vamos definir brevemente...

O que é o e-commerce?

O e-commerce, também conhecido como comércio eletrônico, é uma forma de negócio online que consiste na compra e venda de produtos ou serviços através da internet. Por exemplo: sites (lojas online), redes sociais e aplicativos móveis.

Por exemplo:

Em sites:

Imagem: etsy.com

                       Obtenha um Afiliação Premium e continue aprendendo em casa

E-commerce ou marketplace?

Antes de tudo, vamos definir o que é um marketplace. Se trata de um mercado online que reúne um grande número de lojas de todo tipo. Um marketplace, em geral, serve para que outros negócios promovam seus produtos ou serviços. Agora sim, abrir um e-commerce próprio ou ir a um marketplace? Esta é a pergunta que você deve se fazer primeiro antes de criar sua loja virtual.

Que dizem os experts em e-commerce? Em um artigo do Shopify, o especialista em marketing digital Juan Merodio recomenda primeiro abrir sua própria loja online e depois, em uma segunda fase, entrar em um marketplace para incrementar sua divulgação. Com certeza você está se perguntando por que.

Para Merodio,  ter seu próprio e-commerce significa ter o controle do núcleo do seu negócio, isto é, o mecanismo de geração de renda. Algo que um marketplace não te permite fazer. “Uma loja online é como ter uma loja física e o marketplace é como o centro comercial que abriga essa e outras lojas físicas”, explica.

O fato é que começar a vender seus produtos ou serviços através de um marketplace é uma decisão que pode ser bastante cômoda, pois você não terá que passar por todas as etapas envolvidas em criar uma loja virtual. Porém, lembre-se que suas vendas dependerão das decisões que você tomar com relação a esse site.

Exemplos de marketplace: Amazon, AliExpress e Mercado Livre, entre outros.

Em conclusão:

-  Se você quer começar a vender online, o mais recomendável é criar seu próprio e-commerce.

- Se você já conta com uma loja online e quer que seu negócio tenha mais alcance e um número maior de clientes potenciais, comece a vender em um marketplace.

Plataformas de e-commerce

Agora que você já sabe a diferença entre um e-commerce próprio e um marketplace, é hora de conhecer as plataformas de comércio eletrônico que te permitirá criar sua loja virtual. Aqui avaliaremos três: Wix, Shopify e WooCommerce.

Wix

Abrir uma loja online no Wix é bastante simples e rápido. Além de ser uma plataforma gratuita, Wix se caracteriza por oferecer uma variedade de modelos com design muito profissional e moderno.

Embora exista a versão gratuita, Wix oferece até três planos para e-commerce: Wix Business Basico ($23), Wix Business Ilimitado ($27) e Wix Business VIP ($49).

Uma página de e-commerce feita na Wix

Pros

- Não cobra comissões por suas vendas

- Personalização da web design com modelos espetaculares

- Editor simples para criar sua loja online

- Tipos de galerias de produtos

- Diversas formas de pagamento

- Criação de cupons promocionais e descontos

- Posicionamento SEO

- Normas personalizadas de envio e impostos

- Visualizada em dispositivos móveis

- Suporte 24/7

Contras

- Nâo permite importar nem exportar dados dos produtos. Devem ser adicionados de forma manual

- O sistema fica pesado com lojas online que oferecem mais de 50 produtos

- Não oferece análise interna da web

Shopify

Trata-se de uma das plataformas de pagamento mais recomendadas para abrir uma loja online. Por quê? Principalmente, porque não precisa ser um expert em desenvolvimento de web ou web design para abrir seu site.

Shopify é reconhecida no mundo do e-commerce por sua flexibilidade, uso fácil e suas múltiplas funções. Em resumo, oferece tudo que uma loja online pequena ou grande precisa para funcionar adequadamente.

Se você deseja experimentar suas funções, pode fazê-lo sem nenhum custo através da experiência gratuita, que devido ao impacto da COVID-19 se estendeu para 90 dias.

Shopify oferece três planos de e-commerce: Basic Shopify ($26), Shopify ($71) e Advanced Shopify ($266).

Ter em mente: Shopify cobra comissões por transação, de acordo com o plano que tiver.

Uma página de e-commerce na Shopify

 

Pros

- Configuração simples

- Nome de domínio próprio

- Vendas de produtos ilimitados

- Venda produtos físicos, digitais, serviços e até downloads

- Armazenamento de arquivos ilimitado

- Possibilidade de importar seus produtos de uma loja online anterior

- Suporte 24/7 (chat em tempo real + telefone)

- Personalização de seu site

- Permite adicionar extensão de funções

- A versão básica ($29) te oferece duas contas

- Criação de cartões de presente

- Disponível em vários idiomas

- Impostos automáticos

- Análise interna da web (a partir de seu plano Shopify)

- Posicionamento SEO

- Integração de redes sociais (Facebook)

- Comércio móvel

Contras

- Os preços de seus planos se encontram entre os mais elevados do mercado

- Dificuldade para criar uma loja online em vários idiomas

WooCommerce

É uma plataforma de comércio eletrônico gratuita e de código aberto (isso já é muito). Além do mais, é altamente personalizável e adaptável a qualquer negócio, pois está construída  no WordPress. Isso a torna uma grande alternativa ao Shopify.

A primeira coisa que terá que fazer para criar uma loja online no WooCommerce, é adicionar a extensão WooCommerce a ao seu site do WordPress.

Ter em mente: como WooCommerce e WordPress são de código aberto, o mais recomendável é alojá-las em um hosting potente compatível com ambas as plataformas. Por exemplo: SiteGround, que oferece três planos de pagamento.

Uma página de e-commerce feita com WooCommerce

Pros

- Não cobra comissões por suas vendas

- Configuração simples: design, menus, estrutura do site e opções de pagamento e envio

- Te permite oferecer pagamentos flexíveis e seguros

- Gerenciar pedidos de qualquer lugar

- Aplicativo móvel para IOS e Android

- Venda de produtos variados, desde produtos físicos até conteúdo digital

- Adicionar extensões gratuitas

- Análise interna da web

- Posicionamento SEO

- Personalização do seu site

- Ajuda através do fórum de suporte público

- Está 100% traduzida em 24 idiomas

Debilidades

- Só funciona para sites do WordPress.org

- Para personalizar o site será necessário contatar um desenvolvedor de web.

- Algumas extensões necessárias não são gratuitas

 

Bom, que plataforma de e-commerce parece a mais ideal para levar seu negócio pra internet? Se seu passo seguinte é implementar sua própria loja virtual, está no caminho certo. Já sabe, se você tem uma loja pequena, com um número de produtos menor que 50, Wix é uma boa opção. Se em vez disso você tiver uma loja média ou grande, o mais recomendável é optar por Shopify ou WooCommerce. Lembre-se  que tanto Shopify quanto WooCommerce te dão a liberdade de personalizar sua página, mas a segunda só funciona em sites do WordPress.org.

Até o próximo artigo!

Recomendados para ti