E-commerce: dicas para convencer seus clientes que sua página é segura

Última actualización 14 de Mayo del 2020

user

Juliane Angeles

E-commerce: dicas para convencer seus clientes que sua página é segura E-commerce: dicas para convencer seus clientes que sua página é segura

Há pouco tempo, você acabou de abrir — com muito esforço — sua loja on-line. Seu site está recebendo visitas e isso faz você sentir que o esforço valeu a pena. No entanto, acontece algo que você não pode decifrar: o número de visitas não se traduz em quantidade de compras que foram feitas nos últimos dias.

O que poderia estar acontecendo? Talvez você não tenha considerado um aspecto fundamental no e-commerce: ser uma página segura e parecer segura.

Obtenha uma Assinatura Premium e leve sua educação a outro nível

Desde o início do comércio eletrônico, segurança e confiança têm sido as principais barreiras ao desenvolvimento desse modelo de negócios. Hoje, há uma grande variedade de sites confiáveis para comprar produtos ou serviços, mas (ainda) há muitos clientes temerosos para comprar na Internet. A que se deve isto? Infelizmente, a alguns mitos causados pelo desconhecimento, como "se você comprar on-line, os dados do seu cartão serão roubados" ou "o produto não chegará na sua casa".

Por isso, você deve garantir que sua loja virtual esteja em conformidade com os recursos de segurança do e-commerce, para que seja mais fácil as visitas se tornarem compras. Então "o que posso fazer para tornar meu site mais confiável aos olhos dos usuários?" Continue lendo este artigo e tente aplicar as dicas que mencionaremos abaixo.

1. Priorize a segurança de dados

Alguns clientes desconfiam de sites de comércio eletrônico porque temem ser vítimas de fraude, roubo de dinheiro ou dados. Por isso, ter certificados de segurança permitirá a identificação da sua página de comércio eletrônico como segura. O que são esses certificados? Nós nos referimos à conexão SSL e ao protocolo HTTPS.

- A conexão SSL (Secure Sockets Layer) é um protocolo que protege a transmissão de dados pela Internet. O que significa isto? Que os dados dos seus clientes não serão interceptados.

- O HTTPS (HyperText Transfer Protocol Secure), como o Google explica na seção Proteger sites com o protocolo HTTPS , "protege a confidencialidade dos dados dos usuários entre seus computadores e o site".

Como habilitar os protocolos SSL e HTTPS?

- Acesse seu painel de hospedagem, vá para a guia "Segurança" e clique na opção "SSL/TLS". Se a sua hospedagem não oferece esse benefício, você deve comprá-lo, existem vários serviços que o vendem (SiteGround ou GoDaddy).

- Dependendo das opções da sua hospedagem, selecione "Instalar e gerenciar SSL". Selecione o certificado que você deseja ativar — neste caso, HTTPS — e instale-o.

- Em seguida, notifique o Google para indexá-lo como um site seguro, caso contrário isso poderá afetar seu posicionamento no buscador. Para fazer isso, você deve ter uma conta no Search Console.

Como reconhecer esses certificados no seu site?

- É simples. Verifique sua URL. Se o seu endereço começar com https://, é um site 100% seguro. O "S" é de “segurança”.

- Além disso, no momento em que seu cliente insere os detalhes do cartão, sua URL deve mostrar um cadeado.

Se você possui esses certificados, use suas redes sociais e seu próprio site para destacar que seu e-commerce não compromete os dados de seus clientes.

2. Compartilhe depoimentos e opiniões reais

Os feedbacks de seus clientes satisfeitos são importantes, porque ajudarão você a ganhar a confiança daqueles usuários que ainda não o conhecem ou têm alguma dúvida sobre comprar no seu site.

Compartilhe depoimentos e comentários positivos de seus clientes nas redes sociais ou destaque-os em algum lugar do seu site. Se você estiver fazendo um bom trabalho, bons comentários virão. Não caia em más práticas. Lembre-se de que depoimentos falsos podem danificar sua imagem para sempre e prejudicar a confiança de seus clientes.

3. Tenha presença nas redes sociais e gerar uma comunidade

Se você deseja que seus clientes estejam convencidos de que seu site de e-commerce é confiável, tente ser ativo(a) nas redes sociais e seja constante em suas publicações.

Você sabia que antes de fazer uma compra, a maioria dos usuários assegura-se da presença de empresas no Facebook ou no Instagram? Neste ponto, montar um plano de conteúdos nas redes sociais  será muito útil. Assim, você poderá definir a quantidade e a frequência de postagens.

Mas não se trata apenas de "estar no Facebook", mas de ter voz e gerar comunidade entre seus clientes. Como fazer isso?

- Interaja com seus clientes, ouça-os e tente responder às preocupações deles. Isso atrairá clientes em potencial.

- Humanize sua marca. Mantenha um tom de voz amigável e assertivo.

- Faça recomendações ou organize webinars/workshops, que posicionarão você como especialista em seu campo.

- Compartilhe conteúdos que interessam ao seu público-alvo.

4. Mostre os dados de contato do seu negócio

Imagine a seguinte situação: um comprador em potencial entra no seu site de e-commerce, mas quando procura um telefone, um endereço físico, uma rede social ou um e-mail para se comunicar com sua empresa, caso apareça um problema, ele não encontra nenhuma destas informações O que você acha que isso fará? Ele abandonará seu site.

A falta desses dados em um site de e-commerce gera muita desconfiança entre os usuários. O que fazer para que isso não aconteça com o seu site?

- Coloque seus dados principais em uma parte visível do seu site. Faça o mesmo em suas redes sociais.

- De tempos em tempos, lembre seus clientes das vias de contato da sua empresa. Use as redes sociais social ou o mailing.

5. Ofereça várias opções de pagamento seguro

Não ter várias alternativas de pagamento em seu site pode por em dúvida a segurança e a confiabilidade do seu negócio.

Como neste caso: um cliente chega à sua loja on-line porque está interessado em comprar um par de óculos.

1. Verifique se é uma página segura (sua URL começa com https://).

2. Nota que sua marca é bastante ativa nas redes sociais.

3. Encontra os dados de contato do seu negócio na parte inferior da página.

 

No entanto, na hora de pagar, ele fica surpreso que você tenha apenas uma opção de pagamento, e que não é a que ele usa. O que você acha que acontecerá? Não apenas ficará desconfortável e decepcionado, como também suspeitará que algo está errado com seu site.

Que métodos de pagamento meu e-commerce deve ter?

- Pagamento por cartão de crédito/débito.

- Pagamento on-line sem cartão (PayPal, PayU, Shopify Payments). Para saber mais sobre o PayPal, recomendamos o artigo"Qué es PayPal y cómo funciona".

- Contra entrega (dinheiro na entrega)

- Transferência bancária

6. Processo de compra, política de reembolso e devoluções

Mostrar informações claras e oportunas sobre o processo de compra e envio, políticas de reembolso e como as devoluções funcionam convencerá seus clientes de que seu e-commerce é confiável.

Por exemplo:

É importante que cada um destes pontos seja explicado de maneira simples e, além disso, sejam fáceis de localizar em seu site. Para dinamizar essas informações, que geralmente são pesadas e aborrecidas, você também pode optar por fazer tutoriais ou infográficos que expliquem passo a passo como esses processos funcionam.

Encontrar essas informações em um site de e-commerce significa que é um negócio que atua com transparência e gerencia boas práticas.

Outro exercício que você pode fazer para que seu e-commerce seja um sinônimo de segurança e confiança é se colocar no lugar dos usuários (nunca deixamos de ser clientes). Reflita como usuário e imagine: o que uma loja on-line confiável deve oferecer? Você compraria com segurança na minha loja? Você também pode analisar o que outros e-commerces estão fazendo. Temos certeza de que, depois de ler estas dicas, você saberá o que seu e-commerce precisa para que essas visitas se convertam em compras. Até o próximo artigo!

 

 

 

Recomendados para ti